Sexo: Além de ser bom aumenta a expectativa de vida

Fazer sexo com frequência aumenta a expectativa de vida em até um ano e meio.

Só a palavra já mexe com a imaginação, autoestima e humor de muita gente. Mas, além de prazeroso e saúdavel para o corpo e mente, o sexo aumenta a expectativa de vida.

Considerado tão importante quanto estar no peso adequado e controlar a pressão arterial, quem transa duas vezes por semana pode ganhar até um ano e meio de vida, segundo Ministério da Saúde brasileiro.

A lista de benefícios é imensa para quem pratica o ato, uma das grandes vantagens que mulheres preocupadas com o peso adoram saber, é que sexo ajuda a emagrecer, numa sessão de meia hora é possível queimar até 500 calorias.

O sexo também diminui a depressão e pode ser feito inclusive por gestantes, desde que não tenham sangramento, corrimentos e contrações.

A mente quando percebe a possibilidade de haver a relação sexual, libera o santo hormônio chamado endorfina, que rapidamente se espalha pelo corpo e deixa a sensação de bem estar, bom humor e disposição.

Agora, o velho mito que o sexo faz bem para pele é pura verdade. Durante a relação um outro hormônio chamado estrógeno agi na pele, aumentando a produção de colágeno, a proteína que deixa a epiderme menos flácida, mais resistente e brilhosa.

Sexo é só benefícios, mas claro, que sempre com segurança. Para não correr risco de pegar qualquer doença sexualmente transmíssivel o fundamental é usar camisinha. A rede pública disponibiliza preservativos para pessoas acima de 12 anos de idade.

Por: Camila Dayan