Toda a máquina precisa de um descanso.

Acompanhe o que o organismo está fazendo enquanto você dorme:

Liberação de hormônios

Na infância, cerca de 90% do hormônio do crescimento são liberados durante o sono. Crianças que dormem mal têm mais chances de ter problemas no seu desenvolvimento físico.

Eliminação do estrese

Uma noite bem-dormida evita que o organismo acumule altos teores de cortisona. Esse hormônio, produzido pelas glândulas suprarrenais, é liberado em situações de estresse e contribui para aquele insuportável mau humor depois de uma noite em claro.

Reposição de hormônio

O hormônio do crescimento continua sendo liberado mesmo na fase adulta. Embora em doses menores, isso continua acontecendo durante o sono. Em gente grande, ele evita a flacidez muscular e garante vigor física.

Imunidade

Durante o descanso, o corpo libera as Interleucinas: Substância que ajudam o organismo a se defender de invasores, como vírus e bactérias.

Apetite em equilíbrio

É durante o sono que o organismo libera maior quantidade de leptina, o hormônio que controla a sensação de saciedade e mantém as pessoas longe dos eventuais ataques á geladeira durante a madrugada.

Envelhecimento precoce e tumores

Enquanto uma pessoa dorme, o organismo se livra com mais facilidade dos radicais livres, moléculas que podem causar o envelhecimento precoce e até tumores.

Memória

O sono interfere na regulação térmica do cérebro, função essencial para o bom funcionamento dos mecanismos de memória e da vida psíquica.

Fixação de informações

Estudos indicam que a fase do sono REM é responsável pela fixação de informações incomuns e estressantes, enquanto o sono não REM (fases 1 e 4) se encarrega das informações de conteúdo emocionalmente neutro.

 Fonte: Manual do sono Ortobom.

www.ortobom.com.br