A mulher moderna gosta de ficar atenta às mudanças que o mundo apresenta todos os dias. Prova disso, é o aumento significativo que a reciclagem vem vivendo nos últimos anos. Muitas mulheres que começaram a organizar e reciclar o lixo dentro de duas casas e nas empresas onde trabalham nunca mais foram as mesmas. Dizem que sentem melhor. Apesar disso, muita gente ainda não sabe por onde começar embora tenha muita vontade…

E justamente para você que deseja saber mais sobre o assunto, a arquiteta especialista em sustentabilidade Maria Carolina Fujihara responde às perguntas mais comuns e auxilia de maneira muito simples e prática você que deseja fazer bem para o planeta e ensinar seus filhos e as próximas gerações a cuidar do meio ambiente.

Muita gente sabe da importância de reciclar o lixo, mas não sabe como começar, quais são as dicas que você pode dar para essas pessoas?

Acho que mais importante que separar vidros de latas, papel e lixo orgânico, é mudarmos nossa postura e consciência sobre consumo e descarte de lixo. Prestar atenção nos bens que adquirimos e a forma como consumimos é um dos primeiros passos para a reciclagem dos resíduos que geramos. Podemos por exemplo, diminuir a quantidade de sacolas plásticas no supermercado, ou, melhor ainda, usarmos nossa própria sacola de tecido para compras em geral. Não tomar café todo dia naquele copo de plástico, mas sim em um de vidro que poderemos lavar e usar novamente, são pequenos exemplos de como podemos mudar nossa atitude diária, antes mesmo de pensar em reciclagem.

A reciclagem então fica muito mais fácil e com sentido efetivo se iniciarmos nosso pensamento e atitudes dessa forma.

Em casa e no trabalho, o mais básico que pode ser feito é a separação de lixo úmido do lixo seco. Ou seja, a separação do lixo orgânico, das embalagens em geral. Deixe um lixo em cima da pia para todos os restos de alimentos papel de pão, guardanapos e tudo que for resíduo comum úmido. Já em outro canto da cozinha, separe uma sacola grande para colocar todas as embalagens plásticas, metálicas, de isopor, vidro. Tudo o que for resíduo seco de embalagem em geral. É interessante lavar algumas embalagens (lata de molho, garrafas de refrigerante, etc…) pois com o passar dos dias, esse lixo pode começar a cheirar mal e se tornar úmido).

Existem centrais de triagem de lixo, que separam materiais como lata, vidro, papel entre outros, para a reciclagem em si, mas não separam o lixo orgânico, pois este vai direto para os aterros e incinerações. Dessa forma, torna-se mais essencial separar o lixo seco do úmido, do que separar cada tipo de lixo.

Começar a separar o lixo no nosso dia a dia, é um hábito muito simples e importante de se criar, que só traz benefícios a todos. Garanto que uma vez começado, nunca mais você vai conseguir juntar todo o tipo de lixo que aparecer em um saco só!