O que é hiperêmese gravídica? – A doença da princesa Kate Middleton

Há poucos dias da descoberta da gravidez o casal real inglês, Príncipe William e Kate Middleton, passam agora por problemas que estão além das especulações da mídia e que adentram os leitos do Hospital Rei Eduardo II no centro de Londres.

O que é hiperêmese gravídica? – A doença da princesa Kate Middleton

Com apenas alguns meses de gravidez, a princesa já permaneceu no hospital por cerca de 4 dias para aliviar os sintomas de uma doença que atinge cerca 2% das gestantes aproximadamente entre os quatro meses da gestação, segundo a revista Veja.

A chamada “Hiperêmese Gravídica” é caracterizada por fortes e constantes enjoos que impossibilitam a alimentação da gestante, sendo necessário o acompanhamento médico e a intervenção de medicamentos na veia, já que os enjoos não permitem que a futura mamãe se alimente ou beba.

Caso a hiperêmese gravídica for identificada na gestação e a gestante não procurar auxílios médicos, os sintomas podem se agravar levando a perca de peso, desidratação, fraqueza, entre outras complicações.

O que é hiperêmese gravídica? – A doença da princesa Kate Middleton

Os cuidados com a doença, assim como toda a gestação, devem ser presentes durante toda a gravidez já que esta é uma das doenças que pode provocar o aborto espontâneo, caso este que ocorreu com a cantora Ivete Sangalo em sua primeira gravidez, segundo o jornal Correio do Estado.

Portanto, todo cuidado é pouco quando nota-se vômitos e náuseas em excesso.

Faça assim como a duquesa Kate Middleton e fique atenta à sua gravidez, para que problemas como este sejam resolvidos e a saúde do bebê preservada.

 

[box_alert]Para saber mais alguns cuidados que devem ser feitos na gravidez, acesse: http://www.brasil.gov.br/sobre/saude/maternidade/gestacao/[/box_alert]

 

Fonte: Veja e Correio do Estado.