Atualmente é cada vez mais comum adiar a maternidade. Ao longo dos anos, houve uma inversão de planos e o que era colocado em primeiro lugar, como ter filhos, passou a ocupar o segundo plano.
.
São inúmeros os motivos que levam a essa decisão e envolvem desde questões pessoais até a conquista da estabilidade profissional e financeira.

.
Observa-se um aumento no número de mulheres que optam em ter o primeiro filho após os 35 anos de idade. É importante ressaltar que uma gravidez tardia traz inúmeros riscos à saúde tanto para a mãe como para o bebê, já que se dá num momento não tão propício e nem sempre isento de alterações como miomas, cistos, inflamações ou endometrioses.

Algumas mulheres têm também maior dificuldade para engravidar com a idade mais avançada, o que exige tratamentos e cuidados redobrados. Nesses casos, através da Dieta Ortomolecular, é possível estabelecer um cardápio para promover uma alimentação adequada e estimular a fertilidade.

A alimentação deve ser rica em zinco (peixes e ostras), selênio (castanhas e nozes), aminoácidos (proteína do leite e da carne de boi) e baixa ingestão de carboidratos.

É indicado ingerir frutas coloridas como goiaba vermelha, melão orange e melancia, além de vegetais escuros como espinafre, mostarda e escarola.
.
Esses alimentos são ricos em antioxidantes, como cobre, magnésio, manganês, flavonoides, vitamina C e E e o ácido fólico, que evitam a inflamação no aparelho sexual feminino e contribuem para a saúde do tecido local.

Uma boa hidratação, com a ingestão de 1 a 2 litros de água por dia, é imprescindível para melhorar a permeabilidade nas trompas e auxiliar a mobilidade dos óvulos. Também é ideal manter o peso, uma vez que o excesso de gordura pode dificultar a instalação do óvulo no útero.

 

Para o sucesso do tratamento, além de seguir todas as recomendações, é necessário realizar um acompanhamento contínuo com avaliações clínicas e exames específicos.

Durante a gestação, devem-se evitar alimentos como chocolate, balas, doces, bolos, frituras, queijo amarelo, carne de porco, temperos artificiais, preparações gordurosas, maionese, sorvete, embutidos, refrigerantes, café e chá em excesso e bebida alcoólica.

Ser profissional, esposa e mãe são papéis que devem ser conciliados e, por mais difícil que seja, todos podem se harmonizar para um bom resultado. Afinal, há tempo para tudo.

Fonte: Dra. Sylvana Braga, especialista em prática ortomolecular, CRM: 103.778/SP.