Nutricionista dá dicas de como preparar uma marmita saudável

Montar você mesma a sua refeição torna-se um hábito econômico, pois dispensamos as refeições em restaurantes e as idas a doceria no meio do expediente, e também é uma forma de assumirmos o controle do que adicionamos na nossa rotina alimentar.

Optar por levar a comida de casa pode ser favorável a saúde, mas requer alguns cuidados.

Alimentos gordurosos e com poucas vitaminas são os mais encontrados nas marmitas das trabalhadoras e é aí que mora o perigo!

“Uma marmita saudável sempre precisa ter pelo menos um tipo ou mais de folhas que pode ser alface, rúcula ou agrião e junto deve acrescentar tomate e/ou cenoura e/ou pepino.” sugere a nutricionista Renata Queiroz Pereira.

Portanto, aquela porção extra de batata frita deve ser eliminada e a porção deve ser substituida por quantidades certas com os alimentos corretos “É importante também levar um legume refogada ou no vapor como, por exemplo, abobrinha ou berinjela ou brócolis ou couve flor ou chuchu. E claro que não podemos esquecer dos carboidratos e proteínas. O arroz integral ou qualquer outro tipo de carboidrato deve fazer parte da marmita saudável todos os dias e junto um tipo de leguminosas como feijão ou lentilha ou grão de bico ou ervilha. Para acompanhar sempre uma proteína de preferência carnes brancas como peixes e frangos sem pele. “ recomenda a nutricionista.

Nutricionista dá dicas de como preparar uma marmita saudável

Outra forma de encher a sua marmita de saúde é acrescentar alimentos que auxiliam no combate daquela tradicional preguicinha após o almoço “Alimentos ricos em fibras aceleram o trânsito intestinal e promovem a formação do bolo fecal. Com isto evitam a prisão de ventre e outros sintomas.

Elas também são fundamentais para a redução dos açucares e das gorduras. Exemplo: a alface, o repolho, a aveia, as frutas cítricas, os cereais como o arroz integral, os legumes e as hortaliças (ex:couve).

O Gengibre auxilia na secreção gástrica e tem um poder anti-inflamatório natural, auxiliando na digestão e em quadros de gastrite, além de melhorar a sensação de queimação, dor e náusea. Pode ser consumido na forma de chás, gengibre ralado, sopas, saladas e sucos.

O abacaxi e o mamão também ajudam na digestão de proteína e gorduras já que possuem naturalmente enzimas em sua composição chamadas bromelina e papaína, respectivamente, que auxiliam na digestão. Uma fatia de abacaxi ou um quarto de mamão papaia após uma refeição rica em proteínas, como o churrasco, seria o ideal para uma digestão eficiente.

Evite beber qualquer líquido durante as refeições, caso seja muito difícil a melhor escolha é a água.

Evitar alimentos pesados, ricos em gorduras e frituras é o segredo para diminuir o cansaço durante o expediente. Evite também comer muito rápido e grandes quantidades.” indica Renata.

Nutricionista dá dicas de como preparar uma marmita saudável

Mas se mesmo após todo este banquete na sua marmita, você ainda sentir fome durante a tarde, existem alguns truques dados pela nutricionista que podem te ajudar “Eu costumo indicar um mix com 8 uva passas + 1 castanha + 2 amêndoas + 1 nozes OU 2 castanhas do Pará OU 6 amêndoas OU 3 nozes ou 4 damascos.”

Se empolgou? Então antes de sair correndo da frente do computador e preparar a sua marmita, pense bem em qual utensílio você irá transportar os alimentos. Lembrando que alguns podem ser perecíveis e acabar oxidando durante o trajeto: casa – trabalho “Quem usa estas preparações em marmitas, precisa cuidado redobrado com relação à manutenção de temperatura de transporte, armazenamento e reaquecimento. O risco de contaminação é muito mais alto.

Molhos à base de leite, creme de leite, maionese ou iogurte (molho branco, creme de milho, creme de espinafre) tendem a azedar mais facilmente com oscilações de temperatura.

As frituras também devem ser evitadas. Elas perdem a característica e o sabor ao serem requentadas, além de ser ricas em gorduras e substâncias prejudiciais a saúde. Por isso dê preferência a outros tipos de preparação como assados ou cozidos.” alerta Renata.

Nutricionista dá dicas de como preparar uma marmita saudável

E a última dica vai para você que não suporta o cheiro ou o gosto que as marmitas geralmente proporcionam no alimento: leve a sua refeição em recipientes de vidro, assim o maucheiro e o maugosto não serão alvo da sua comida.

 

Nos vemos na próxima segunda-feira com muito mais saúde no prato para você!

 

Fonte: Nutricionista Renata B. Pereira de Queiroz – CRN 3- 30051 – E-mail: renata@rqueiroznutri.com.br – www.rqueiroznutri.com.br