FILHOS: A hora de dizer “não” às crianças

É chegada a fase dos pedidos incessantes e das manhas constantes que dominam os pequenos.

Na infância muitas vezes por volta dos dois até a adolescência, os filhos precisam da interferência dos pais para que possam ser orientados sob diversas atitudes que tomam ao longo da vida.

Esta fase tão querida pelos pais, muitas vezes nos obrigada à ter disciplina e jogo de cintura ao saber negar alguns pedidos que podem não fazer bem à eles.

FILHOS: A hora de dizer “não” às crianças

Porém, ouvir um não muitas vezes não é uma das respostas preferida das crianças, que querem ter liberdade para fazer suas próprias escolhas diante do ‘sim’ dos pais.

Mas, os limites muitas vezes devem ser introduzidos nesta fase, para que elas crescam e tornem-se adultos centrados e organizados, sabendo resolver e escolher o que é certo e errado para suas vidas.

Apesar de ser muito difícil algumas vezes não poder agradar sempre nossos filhos, o ‘não’ é necessário para que a educação seja mantida e para que eles entendam a razão e o limite de certas escolhas.

Ao ouvir um ‘não’ a criança tende à chorar, fazer birra e até muitas vezes ofender os pais, já que aos olhos delas isto é uma atitude maquiavélica dos responsáveis, afinal: o que custa dizer um sim?

FILHOS: A hora de dizer “não” às crianças

Devemos estar sempre atentos as aprovações e recusas que fazemos aos pedidos dos nossos filhos, e é com a esta intenção de orientar e ajudar vocês pais nesta dura hora de dizer um ‘não’ que o Nós Mulheres conversou com a psicóloga Margarida Chagas, que pôde esclarecer alguns detalhes que irá lhe incentivar à adotar esta palavra diante das manhas e carinhas de choro, acompanhe:
NM – Como dizer não para os filhos?

Margarida Chagas – Existem várias formas, a primeira e mais simples, é simplesmente dizer não. As pessoas precisam interpretar o “dizer não” como um ato de amor e não o contrário, como muitas vezes acontece.

A criança que tem limites torna-se um adulto com capacidade de enfrentamento, com alto grau de tolerância a frustrações e, desta forma, é claro, uma pessoa mais feliz em seus diversos papeis.

O “não” na hora certa proporciona o “sim” em grandes oportunidades.

NM – Como fazê-los entender que não pode certas atitudes?

Margarida Chagas – Além de conversas esclarecedoras, filhos precisam de exemplos, lembrem-se que na infância os pais são “super heróis” e crianças também aprendem por repetição de comportamento.

Desta forma, uma criança que convive em ambiente ético, que é tratada com amor e respeito, certamente desenvolverá estas características.
NM – A partir de que idade já entende o ‘não’ dos pais?

Margarida Chagas – Desde muito pequenos, a princípio não entendem o significado da palavra, mas, reconhecem gestos e comportamentos de “não aprovação” pais.

Alguns estudos demonstram que a criança, até os 8 anos, costuma aprender apenas com o “sim”, ou seja, acreditam que os pequenos desenvolvem as atitudes que foram valorizadas pelos pais. Neste caso, elogiar o certo, é o melhor caminho.

NM – Como estabelecer regras na educação do filho?

Margarida Chagas – Mais importante do que estabelecer as regras é ter disciplina e segui-las, ou seja, só conseguimos ensinar hábitos duradouros quando não abrimos exceção sempre que nos é necessário. Os filhos, pelo menos quando pequenos, costumam responder as nossas ações.

Fonte: Psicóloga Margarida Chagas – CRP: 06/83646
Por: Jornalismo Nós Mulheres.