Dicas de como montar um fundo de emergência

Imprevistos acontecem na vida de qualquer um, porém como toda mulher prevenida, você deve se precaver. Um fundo de emergência é sempre bem-vindo nessas ocasiões e começar pode ser mais fácil do que você imagina.
.
Poupar é a palavra chave para quem quer relaxar, quando o assunto é dinheiro, e para quem deseja ter uma vida tranquila sem problemas e saldos negativos.
.
O fundo de emergência é um tipo de poupança em que as pessoas depositam mensalmente uma determinada quantia, para que estejam prevenidas caso, por exemplo, uma demissão aconteça e isto não atrapalhe a vida financeira da família.
.
Sendo assim, o Nós Mulheres listou algumas dicas para você começar desde já a montar o seu fundo de emergência. Afinal, quem gosta de ficar sem grana no bolso quando mais precisa? Anote as nossas dicas e tenha um orçamento controlado:

Dicas de como montar um fundo de emergência

1. Calcule toda a movimentação que você faz mensalmente com o seu dinheiro. Para isto, indicamos que todos os gastos de um mês sejam anotados, desde a garrafinha de água até o almoço no restaurante, sendo assim, monitorada todas as suas ações com o seu dinheiro.
.
Desta forma, no final do mês, você poderá analisar mais tranquilamente com o que você gasta o seu salário, excluindo gastos que não são urgentes ou úteis. Assim você começa economizar uma boa grana.

Dicas de como montar um fundo de emergência
2. Em um outro papel anote todos os seus gastos comuns e básicos como água, luz, gás, telefone, cartão de crédito, cursos, entre outras coisas. Feito isso, você poderá visualizar o quanto você precisaria se algo acontecesse, para que estas contas básicas não atrasassem, te deixando no aperto.

.

3. Logo após os itens 1 e 2 concluídos, calcule quanto você gastaria em torno de 6 meses. Fazendo uma conta objetiva e simples, incluindo os valores das contas básicas citadas no item 2.
.
Assim você saberá o quanto deve poupar, portanto, o ideal é que uma pessoa tenha em seu fundo de emergência um valor que some 6 meses, ou seja, um tempo razoável para que a pessoa consiga se estabelecer e buscar uma nova fonte de renda, dentre esse limite de meses programados. Geralmente é este o tempo que as pessoas têm para conseguir um novo emprego, por exemplo.

Dicas de como montar um fundo de emergência

4. Comece a pesquisar os bancos que você preferir para que você possa abrir uma conta poupança para reservar o seu fundo de emergência, local onde ficará as suas economias. É importante que esse dinheiro não seja guardado em casa, onde se tem fácil acesso para gastá-lo.
.

5. A soma dos valores que asseguram-lhe 6 meses de tranquilidade financeira em imprevistos, deve ser divida em 12 meses, para que você possa depositar mensalmente uma quantia até chegar ao valor ideal.
.
Portanto você irá economizar sem se apertar, deixando um fundo de emergência para apoiar-se caso for necessário.

Dicas de como montar um fundo de emergência

Lembre-se: A poupança é um local em que devemos guardar, ou melhor, poupar. Sendo assim, descarte as possibilidades de saques, mesmo em dias de liquidação na loja de sapatos que você tanto ama.

.
Poupar é uma maneira segura de se prevenir de saldos negativos e situações difíceis financeiramente. Seja consciente com o seu dinheiro, tenha sucesso financeiramente!

.
Por: Jornalismo Nós Mulheres.