Eles que são responsáveis por nos transportar de um canto à outro, aguentando até mesmo horas sob o salto, nos ajudam no dia-a-dia, porém, não são uma das partes do corpo mais cuidadas.
.
Os pés devem ser bem cuidados, higienizados e hidratados com frequência para que possam suportar a rotina sem quaisquer dor ou odor.
.
Diversos tratamentos hoje em dia são feitos especialmente para os pés, porém, com alguns truques simples você pode cuidar dos seus até mesmo na sua casa!
.
Confira dez dicas incríveis que a Sueli Cagliari deu ao Nós Mulheres, para você cuidar devidamente dos seus pés:
.

1- Escolher o sapato adequado é o primeiro passo para manter os pés saudáveis! Sapatos geralmente aumentam a temperatura dos pés e consequentemente a transpiração e mau odor nesta região.
.
Estes fatores podem tornar os pés um ambiente ideal para a proliferação de microorganismos, como fungos e bactérias.
.
2 – Em casos extremos de transpiração, procure um médico.
.
Pode se tratar de um caso de hiperidrose, uma doença que faz com que a pessoa apresente transpiração maior do que o normal, independentemente da temperatura e estado emocional. Há diversos tratamentos que vão do uso de antitranspirantes à cirurgias.
.
É importante destacar que o tratamento varia de pessoa para pessoa e, por isso, é recomendado procurar por uma orientação médica para eleger o melhor tratamento para cada caso.
.
3 – As meias de algodão são mais indicadas às pessoas que têm transpiração excessiva, pois podem sim ajudar a manter os pés secos, porque absorvem umidade por meio do tecido e permitirem uma melhor evaporação do suor.
.
Já as meias de nylon dificultam a evaporação do suor, aumentando a temperatura nos pés e como consequência podem aumentar a transpiração.
.
4 – Pele ressecada e rachaduras: Para pele ressecada, recomenda-se hidratá-la diariamente com cremes e loções indicadas. Rachaduras nos pés podem ter diferentes origens e por isso as pessoas devem ser tratadas individualmente.
.
Alguns casos podem ser minimizados fazendo o uso de hidratantes específicos, no entanto, sempre é bom procurar um especialista para indicar o melhor tratamento.
.
5 – Filtro solar: Os pés são tão importantes como qualquer outra parte do corpo e precisa ser protegido do sol. Utilize filtro solar sempre que deixá-los expostos ao sol.
.
6 – Unhas impecáveis: A taxa de crescimento das unhas varia de pessoa para pessoa e como conseqüência a freqüência com que as unhas devem ser cotadas também.
.
No geral, recomenda-se o corte das unhas a cada quinze dias. Unhas grandes acumulam com maior facilidade sujeiras e pode ser um ponto de proliferação de microorganismos.
.
7 – Cuidados com a cutícula: Empurre a cutícula com uma espátula própria. O excesso de pele pode ser removido com o alicate, mas com cuidado para não correr o risco de ter uma inflamação. O ideal é deixar esta tarefa para a pedicure.
.
8 – Quem pratica esportes com frequência precisa ficar atento.
.
A fricção contra os tênis que não estão bem ajustados, os germes e fungos nos vestiários e muitos outros fatores, podem resultar em doenças nos pés. O mau cheiro é um dos principais vilões dos esportistas. O mau odor está relacionado à com a presença de bactérias que atuam sobre o suor.
.
Alguns sapatos podem dificultar a evaporação do suor, potencializando a proliferação de microorganismos e consequentemente o mau cheiro. A dica para manter a pele seca e combater o mau odor é o uso de desodorantes e antitranspirantes para os pés.
.
9 – Escolha corretamente os produtos que mais se adaptam aos seus pés e ao seu estilo de vida. Talcos absorvem a umidade dos pés e se possuem propriedade antimicrobiana, combatem as bactérias que causam o mau cheiro.
.
Já os antitranspirantes aerosol (Rexona) contêm um ingrediente ativo que diminui a transpiração dos pés, além de atuar como agente antimicrobiano. Além disso, os dois formatos proporcionam uma sensação de limpeza devido à sua agradável fragrância.

.
Ambos os produtos têm suas próprias vantagens que são percebidas de maneiras diferentes. Conhecendo seus pés, você saberá qual o melhor formato para atender suas necessidades.
.
10 – Evite usar calçados molhados, eles podem colaborar com o aumento do mau odor nos pés uma vez que o ambiente úmido e quente proporcionados pelos calçados nesta situação possibilitarão uma maior proliferação de microorganismos, como bactérias e fungos e algumas infecções, como frieiras. Assim, o uso de sapatos molhados não é recomendado e deve ser evitado.

.
Fonte:
Stylist Sueli Cagliari
Por: Jornalismo Nós Mulheres.