Como fazer os filhos comerem frutas e verduras
Convencer a criança a consumir frutas e verduras durante as refeições é quase uma missão impossível para os pais, que por sua vez lutam pela boa alimentação dos baixinhos.

Existem algumas maneiras de fazer as crianças aceitarem melhor o alimento e consumir com mais frequência.

Para isto, os pais devem saber primeiramente quais alimentos devem ser inseridos na alimentação e que são fundamentais para esta fase em que o desenvolvimento necessita de vitaminas extraídas dos alimentos.

Segundo a nutricionista Renata Pereira de Queiroz existem alguns alimentos que não devem ser dispensados da rotina alimentar infantil como, por exemplo, os carboidratos ricos em energia, fibra, vitaminas e minerais, estes encontrados em pães, cereais, batata e arroz.

Já as proteínas concentradas em carnes, ovos, peixes e grãos auxiliam no crescimento e desenvolvimento da criança, por conter alto teor de vitaminas e minerais.

Mas, se o seu filho for vegetariano, a proteína pode ser encontrada em feijões, lentilhas, tofu, nozes e ovos.

A carne vermelha, rica em ferro, os peixes gordurosos, ricos em omega 3 e as frutas e verduras, que contém grande porcentagem de vitaminas, águas, fibras e minerais são também bem vindos no prato dos pequenos, lembrando sempre que quanto maior o nível de benefícios o alimento servido à mesa tiver maior a contribuição para o desenvolvimento da criança.

Ao conhecer os alimentos certos, os pais geralmente se perguntam sobre como irão estimular os filhos a comer as tais frutas e verduras, certo?

Pois bem, aí é que entra o lado criança que todo adulto deve ter ao lidar com esta fase de vida.

A dica que a nossa nutricionista dá a você papai e mamãe é explorar nos chamados pratos divertidos “Faça cartazes com os alimentos, brinque de fazer desenhos com as frutas e legumes.

São formas muito fáceis de estimular as crianças a provarem alimentos novos, sobretudo frutas e legumes desconhecido.

Como fazer os filhos comerem frutas e verduras

Uma dica bem legal é convidar a criança a participar do preparo do alimento que tem sido rejeitado. Incentive a criança a lavar o alimento, temperá-lo ou colocá-lo no seu prato. Além de incentivar a autonomia, a criança motiva-se a enfrentar um novo sabor.

Estudos indicam que são necessários pelo menos dez exposições para que o alimento comece a ser aceito pela criança. Por isso não desanime.” afirma a especialista.

E mesmo que as tentativas de montar um prato todo especial para o seu filho não tenham dado certo, não desista “As tentativas de estimular as crianças a comerem alimentos saudáveis têm mais chance de sucesso se a comida parecer atraente. Lembre-se das cores, texturas e formas quando planejar uma refeição.

Os legumes cozidos no vapor têm cores mais vivas do que os cozidos em água, enquanto os frescos têm uma textura crocante. Uma apresentação criativa e atraente pode fazer a diferença entre uma criança comer ou não.” alerta Renata.

Como fazer os filhos comerem frutas e verduras

Outra forma de garantir a saúde no prato é dosar a quantidade certa deste tipo de alimento para que a criança ingira o ideal “Coloque nas grandes refeições (almoço e jantar) dos filhos uma hortaliça e de uma a duas verduras.

As frutas também é recomendável eles consumirem nos lanches da manhã e da tarde e nas sobremesas depois do almoço e jantar.”

Mas para que a difícil missão de fazer a criança comer frutas e legumes tenha sucesso e este hábito passe a se tornar mais natural, listamos algumas dicas para salvar os papais de plantão nas refeições. Anote as dicas:

– Convide a criança a participar do preparo dos alimentos;

– Brinque de fazer desenhos com as frutas e legumes (flores, árvores, coqueiro, boneco…);

Como fazer os filhos comerem frutas e verduras
– Procure oferecer um prato com alimentos coloridos e saborosos à criança. Quanto mais atraente a apresentação do prato, mais vontade a criança terá de comer;

– Mesmo que a criança não queira experimentar as frutas e verduras estas devem ser oferecidas diariamente, sem cobranças ou ameaças para que a criança as consuma;

– Não ofereça refrigerantes, doces ou prêmios para que a criança coma toda a comida;

– A refeição deve ser realizada à mesa, jamais com a televisão ligada;

– Durante a semana ofereça sempre de sobremesa frutas para o seu filho e deixe os doces para os finais de semana ou outras ocasiões como aniversários;

– Limite o consumo de alimentos com excesso de gordura, sal e açúcar, pois são comprovadamente fatores de risco para as doenças crônicas;

– A partir dos quatro anos, a criança já entende melhor o significado da alimentação. Conte histórias e explique a necessidade de comer alimentos saudáveis;

– E lembre-se a família é o modelo para o desenvolvimento das preferências e hábitos alimentares, portanto, é importante que a criança observe outras pessoas se alimentando corretamente, ou seja, é fundamental que os pais e familiares tenham o hábito de comer frutas e verduras;

Anotado?

Fonte: Nutricionista Renata B. Pereira de Queiroz – CRN 3- 30051 – E-mail: renata@rqueiroznutri.com.br – www.rqueiroznutri.com.br