Número de fumantes caiu no Brasil

Na última década, é notável a intensidade de campanhas contra fumo e o alerta permanente sobre os efeitos nocivos do cigarro. A valorização da saúde, as novidades da medicina e as prevenções de doenças para esticar a expectativa de vida das pessoas são fatores que ajudam nesse processo que tem apenas um objetivo: fazer com que as pessoas o deixem de fora de suas vidas.

No Brasil, as mulheres fumam mais do que os homens. Uma pesquisa feita pelo Ministério da Saúde aponta que entre 2006 e 2010 o número de brasileiros fumantes caiu de 16,2% para 15,1%. Entre os homens, a queda foi maior: o hábito de fumar passou de 20,2% para 17,9%. Entre as mulheres, o índice permaneceu estável em 12,7%. Pessoas com menor escolaridade – até oito anos de estudo – fumam mais (18,6%) que as pessoas mais escolarizadas – 12 anos ou mais (10,2%).

A psicóloga e coordenadora do programa anti-tabagismo do HCor Silvia Cury Ismael conversou com o Nós Mulheres sobre o assunto e também dá dicas para quem precisa se livrar do vício, acompanhe:

1- Quais são os motivos que levam uma pessoa a começar a fumar e com qual idade isso costuma acontecer?

Geralmente as meninas começam por ansiedade e angústia e os meninos mais para fazer parte do grupo e por modelo dentro de casa. 90% dos fumantes começam antes dos 19 anos mais especificamente dos 10 aos 15 anos de idade.

2- Os programas contra o tabagismo no Brasil hoje são suficientes para conscientizar as pessoas sobre o os males que o fumo pode causar?

Existem diversas campanhas e ações no Brasil em relação a isto, algumas são verticais outras horizontais. Ambas são importantes, mas o que devemos salientar é que tem muitas ONGs, como, por exemplo, a ACTbr (Aliança de Controle ao Tabagismo), que trabalham por isto e o apoio da sociedade civil é fundamental para manutenção das ações tomadas e para implementação de leis.

3- É verdade que hoje em dia existem menos fumantes do que vinte anos atrás?

Sim com certeza o número reduziu muito hoje temos como população adulta em torno de 16% de fumantes no país.

4- Quais são as dicas para uma pessoa que deseja parar de fumar?

Estar consciente de que cigarro faz mal e querer parar. Escolher uma data e jogar o cigarro fora, tomar muita água, comer frutas cítricas, fazer atividade física, tudo ajuda a parar.

5- A iniciativa de parar de fumar deve ser feita por conta própria ou necessariamente a pessoa precisa de um acompanhamento médico?

Pode ser por conta própria, mas se a pessoa tem dificuldade ela deve procurar ajuda, hoje os tratamentos incluem abordagem médica e psicológica para tratar as duas dependências da nicotina.