A história da lasanha

 

Quem pensa que a lasanha é um prato recente, erra feio. Na verdade, a história desta receita deliciosa receita tem suas raízes nada mais, nada menos que nos tempos do Império Romano.

 

Obviamente, naquele período a lasanha não era como nós a conhecemos hoje, mas consistia em alguns pedaços de massa, cortados em quadrados, cozidos em uma panela e comidos com legumes e queijo.

Durante muitos séculos a lasanha continuou sendo feita desta forma, e era chamada pelos romanos de “lasana” ou “lasanum”, que em latim significa “vaso, recipiente”. Isto mais ou menos até o século XIV.

Francesco Zambrini, um estudioso do século XIX, descobriu receitas antigas nas quais a lasanha era colocada em tiras ou poderia ser deixada intacta, com várias camadas recheadas de queijo.

Após esta descoberta, Zambrini publicou a receita em um livro de culinária e, graças a ele, a partir de então a lasanha foi feita sempre como a conhecemos hoje, em camadas.

Com o passar do tempo, a lasanha transformou-se em um prato muito popular e amado no mundo todo, graças a alguns restaurantes de Bolonha, que criaram a famosa lasanha à bolonhesa e começaram a servir aos clientes no início do século XX.

Mas a consagração veio em 1935, quando o jornalista Paolo Monelli cita o prato no seu livro intitulado “Il ghiottone errante” (O glutão errante). Hoje a lasanha pode ter os mais diversos tipos de recheios, desde os tradicionais, até invenções caseiras.


Fonte:
Bela vida.
Por: Jornalismo Nós Mulheres.